terça-feira, 12 de junho de 2018

POESIA: ESTOY ENAMORADO DE MÍ MISMO!

Terça - feira: 12/06/18


Estoy enamorado de mí mismo
No tener más, amor de a la vida
Que lástima! Ti perdi! 
Se fue, como el viento
A tiempo, mas, no ti esqueci.
Tu moras aqui dentro...
Di mi coracion, yo te amo sí. 
Adilson Adalberto  
Reservados os direitos de autor
Imagem do Google 

Mais informações »

quarta-feira, 30 de maio de 2018

POESIA: SOU POETA

Quarte - feira: 30/05/18


Sou poeta por vocação
não escrevo por escrever.  
É Deus quem me capacita
me faz um diferente ser.  
Transcrevo para o papel
aquilo que o coração sente.   
Meus olhos são como o radar
que captam milhas a frente.  
Meus versos falam de amor
linguagem que poucos entendem.

Mote e glosa: Adilson Adalberto  
Reservados os direitos de autor
Imagem do Google 

Mais informações »

domingo, 27 de maio de 2018

POESIA: O SILÊNCIO

Domingo: 27/05/18



Acadêmico: Adilson Adalberto
Patrono: Mia Couto
Cadeira: 11
2ª Postagem de Domingo: 27/05/18 

O SILÊNCIO

O silêncio
é deprimente.  
Uma angustia profunda
no peito e na mente.  
Um misto de tormento
e saudades,  
de tudo o que se viveu
e se pede bis.
O tempo não pára!  
Por isso a pressa que tenho
em ser feliz! 
Há tanto som lá fora  
tantas músicas melódicas...
que surdo não ouve por um tris.
Enquanto que eu fico aqui...   
no escuro do meu quarto
á meia – noite, á meia luz 
sonhando com um par para dançar: 
“Brincar de ser feliz”. 

Autor: Adilson Adalberto  
Imagem do Google 



Mais informações »

POESIA: CANÇÃO PRA ITABAIANA

Domingo: 27/05/18


Acadêmico: Adilson Adalberto
Patrono: Mia Couto
Cadeira: 11

1ª Postagem de Domingo: 27/05/18 

CANÇÃO PRA ITABAIANA

Minha terra tem belezas
Difíceis até de enumerar
As aves, que aqui gorjeiam,
Gorjeiam como em nenhum outro lugar.
----------------------------------------------------------------------------------
Nosso céu brilham estrelas
Flores perfumam em todo lugar 
Tem também arvores centenárias
Compondo a paisagem que lhe é peculiar.
---------------------------------------------------------------------------------------
Temos na Igreja Matriz e o Coreto
Dois dos maiores cartões postais que aqui há
A ponte de guarita e a linha férrea
Atraem também, atenções dos turistas a nos visitar.
----------------------------------------------------------------------------------------
Minha terra tem artistas de áreas de atuações múltiplas:
Atores, cantores, cineasta, artistas plásticos, poetas
Revolucionários e até uma princesa que em vida, residia na Inglaterra.         
Severino Dias de Oliveira, vulgo Sivuca - na música
E Severino de Andrade Silva, Zé da Luz - na poesia matuta
Os maiores ícones, da nossa cultura popular 
-----------------------------------------------------------------------------------------
Minha Itabaiana tem primores
Que digam, os que moram cá
Se acaso alguém duvida, que venha nos visitar
Daqui surgiram estrelas, a história estar aí pra contar.
-----------------------------------------------------------------------------------------
Não permita Deus que eu morra
Sem antes esse sonho poder realizar
Ver minha Rainha do Vale do Paraíba crescendo
No ápice, onde por direito é o seu lugar.

Autor: Adilson Adalberto  
Parafraseando com Gonçalves Dias!
Imagem do Google 

Mais informações »

sábado, 26 de maio de 2018

POESIA: PARABÉNS ITABAIANA

Sábado: 26/05/18


Era madrugada do dia 26 de Maio
D’uma Sexta – Feira pro sábado
Quando minha mãe deu – me a luz
Pelas mãos do doutor Edvaldo...
No hospital são Vicente de Paulo.

Dia de festa em toda a cidade – pois era
Aniversário de emancipação politica
A população estava toda envaidecida...
Comemorando o sublime ato.

Mais que uma simples data no calendário
Era a história sendo relembrada...  
Contada (repassada) pelos os mais velhos
Lembranças que nos foram herdadas...

De um povo valente, que não foge a batalha
Quem bebeu dessa fonte, não tem medo de nada.
Que tem nos filhos ilustres, a bandeira hasteada
Que por todo o mundo seu nome propaga.

Quis o destino, coisa que muito me agrada
Que Sivuca e eu estreássemos no palco da vida
No mesmo dia e na mesma cidade
Longe de mim comparar os quilates
Mas convenhamos, é pra poucos tal raridade.

Parabéns Itabaiana (127 anos) – minha cidade  
Terra onde nasci, cresci e fiz amizades
Berço de grandes artistas, culturas e personalidades
Anônimos e famosos, que desse solo faz parte te saúdam   
Desejo – lhe que bons ventos, nos anos vindouro lhe traga...
  
Pessoas menos individualistas  
E mais compromissadas!
Só isso te basta e,
Mais nada...

Autor: Adilson Adalberto
Imagem retirada do Google

Mais informações »