segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Mote: Isso é hereditário... Passado de pais para filhos.

Segunda - feira: 19/02/18


 Mote:

Isso é hereditário...  
Passado de pais para filhos.

Glosa:

As coisas mais valiosas do mundo
As quais hoje pouco se têm dito
Com as mãos não se podem tocar
Nem com os olhos podem ser vistos  
Não se aprende na escola, nem estão escritos nos livros
Não estão expostos em galerias ou em museus
Computador nenhum tem em seus arquivos
Valores morais e éticos
Isso é hereditário...  
Passado de pais para filhos.
Adilson Adalberto da Silva

Mais informações »

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Poesia: ... Essa febre que não passa

Quarta - feira: 14/02/18


Eram palavras saindo de tua boca
Como balas de uma metralhadora
Ferindo em cheio o meu peito
Jorrando lágrimas dos meus olhos
Como sangue de minha pele pálida.

A minha paz foi-se para sempre
Já não consigo mais fazer nada
Tudo o que faço me lembra você
Por onde ando, vejo tua face estampada
Até quando estou dormindo, você está lá...

Nos meus sonhos, fazendo pirraça.
Saudade é um mal que não tem cura
Só piora, conforme o tempo passa
O tempo não é nenhum santo remédio...
Pra curar, essa febre que não passa.

Só você que é o meu anestésico
Pra livrar minh’alma desse tédio
Quer viver por nada.
Com você o mundo é mais bonito
O arco-íris mais colorido e a vida têm mais graça.
Adilson Adalberto da Silva   

Mais informações »

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Poesia: É...

Quarta - feira: 07/02/18


É nas minhas lembranças que te visito agora
E na minha imaginação eu te beijo. 
Quando fecho os meus olhos viajo
E em nossa cama, se amando nos vejo. 
Nas minhas saudades constantes te abraço
E em meu coração sacio - me os desejos.
Adilson Adalberto da Silva  

Mais informações »

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Poesia: Enquanto...

Domingo: 04/02/18


Enquanto
Eu te amava
Você só fingia.
Eu como um tolo sonhava... 
Que você me amava
Mas era só utopia.
De noite o travesseiro eu molhava
Debruçando - me em lágrimas 
Afogando-me em agonia.
Enquanto eu ficava em casa 
Você solta nas baladas
Com as “amigas”, só curtia
Até de madrugada...
Que fazias?   
Adilson Adalberto da Silva
Mais informações »

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Sei...

Quarta - feira: 31/01/18


Sei bem quanto dói...
A dor de uma saudade.
A tristeza que invade o coração...
Por um amor, que se escafedeu.
Sei quanto custa à perda...
D’um amor que já foi seu.
Os sonhos que se foram
E a alegria que morreu.
É difícil quando a gente ama
E não se é correspondido.
Você se sente perdido
E até culpa Deus.
É que só Ele sabe os reais motivos
Por quer ela se foi e...
Só disse adeus.   
Adilson Adalberto da Silva 
Mais informações »