Páginas

sábado, 23 de junho de 2012

Crônica: É noite de São João!

Sábado, 23/06/12. 


É noite de São João! 

É noite de São João, vou arrastar pé no salão, dançar forró a noite inteira, até amanhecer o dia. Pra noite ficar completa, só falta descolar companhia. Uma tremenda gata: bundinha empinada, pernas malhadas, cinturinha fininha, pode ser loira, ruiva ou moreninha. Só faço questão de uma coisa, tem que ser só minha! Acender fogueira, soltar balões, fogos de artifício: rojão/mijão, peito de velha e de moça, cobrinhas, bombas chilenes, traques e estrelinhas. Época de relembrar os tempos de criança, a boa e velha infância, em que tudo era só alegria. Correndo em volta da fogueira construída por doca, meu saudoso pai, comendo comidas típicas: pé de moleque, cocada, amendoim, castanha, arroz doce, milho assado e cozido, angu, munguzar, pamonha e canjica. Feitas por minha avó (paterna) Odete e minha mãe Lourdes, e ainda minha saudosa avó (materna) e bisavó (paterna) ambas chamadas, Maria. É pena que o tempo não volte atrás, e agente tem que crescer fazer o quer né? Mas, como não sonos o Peter pan e nem vivemos na terra do nunca, vivamos o dia de hoje, como se o amanhã nunca fosse existir. O segredo é deixar rolar, beber, dançar, namorar, beijar, se divertir.
E viva São João! É noite de folia, vou dançar até amanhecer o dia, arrastar pé no salão. Tudo bem que não vou pra Caruaru, nem campina grande, é logo ali, pertinho, no Grêmio - Campo grande. Não vai ter nenhum artista de peso, nenhuma atração das grandes. Nada de: mastruz com leite, calcinha preta, limão com mel, aviões, Tom Oliveira, Amazan, banda Encantus; só uns tais: caras do forró pé de serra e zemir e os arrochados do forró brega. Mas, o que vale é a intenção, agente é filho de pobre mesmo, qualquer prazer nos diverte, afinal, quem é que não gosta do forró pé de serra, do famoso dois pra lá e dois pra cá, ao som do triangulo e da sanfona, namorar com as batidas da zabumba, de tomar: montilla, cana e cerveja com os amigos numa mesa, enquanto díscola umas minas, nos embalos do chiado da chinela? Melhor que ficar em casa e ir mais cedo pra cama, e sonhar como era boa as antigas festas juninas: com shows de calouros no pátio da matriz, e concursos de quadrilhas, grandes atrações musicais na AABB e Itabaiana Clube, hoje existente só na memória, de quem viveu na prática, tudo isso um dia.
Desperta oh tu que dormes, até quando irás dormir Itabaiana- Rainha do vale do Paraíba?

Adilson Adalberto




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário