Páginas

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Segunda - feira: 07/08/17
Glosa:

Faz tempo que não te vejo
O tempo passou lentamente.  
Os ponteiros do relógio...   
Parecem um trem, serra acima,  
Carregado de dormentes. 
Quem diz que saudade não doí,  
É que nunca teve um amor ausente.  
Só quem tem, sabe como que é...
ficar contando os dias e as horas
Pra rever, seu amor novamente.   






Reações:

0 comentários:

Postar um comentário