domingo, 10 de março de 2013

Crônica: Amor da vez e não da vida!

Domingo, 10/03/13. 


Amor da vez e não da vida! 


Não espere o amor como a alguém que foi embora, com promessa de um dia retornar; ou que se ausentou por alguns instantes, indo a uma padaria comprar pães para o café da manhã, ou cigarros em qualquer mesa de bar.
Tomar umas e outras com alguns bons amigos são paulinos, comentando e assistindo a uma partida de futebol no domingo, e depois tomba aqui tomba acolá, voltar pra casa depois que acabar a bebida.
Com sorte, talvez ele volte, talvez nunca volte, pra ser sincero, talvez dele nunca se tenha notícias.

Talvez seja apenas fruto da sua imaginação, o desejo, à vontade, de transformar sonhos em realidade, graças a sua mente doentia, de quem foge a realidade e prefere viver de utopia, e estar desesperadamente à procura de um amor da vida, embora ajam controvérsias quanto a sua existência, aja apenas amores da vez, e não da vida, conforme as estatísticas!

Adilson Adalberto
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário