Páginas

sábado, 27 de julho de 2013

Crônica: Amor - crer ou não crer, eis a questão?

Sábado, 27/07/13

Crônica: amor - Crer ou não crer eis a questão? 
Será que o amor existe, ou será uma ilusão, pura invenção do coração?  Sei não, tenho cá minhas dúvidas. Pelo sim pelo não, ainda não desistir de encontrar a panela do meu texto, a mulher pra chamar de minha, aquilo que comumente costumam chamar de amor da vida. Se não encontrar, danem-se, to nem aí, já perdi tempo demais com coisas insignificantes. Ninguém morre por não amar, viver-se ainda que sozinho. Não precisamos de ninguém pra ser alguém, somos alto-suficientes, independentes, atraentes, envolventes, gente. O que falta para muitos é a alta-estima, delegam-se ao parceiro ou parceira a sua felicidade e até a razão de suas vidas. Ninguém é tão importante a este ponto, um ser pode até complementar o outro, porém não ser superior ao mesmo. Nenhuma relação será bem sucedida ou permanecerá ativa, se uma das partes envolvida for desrespeitada, minimizada, inferiorizada, subestimada, subalterna, em suma, submissa. É preciso que ambas estejam equidistantes  felizes, uma com a outra comprometida. Só assim talvez vala a pena o amor, talvez assim eu acredite que ele exista, caso contrário, por favor, não me amole, não insista, não tenho tempo a perder com quem de mim não merece nenhuma lágrima contida! Quero mais é ser feliz, viver intensamente, ainda que não tenha ninguém com quem compartilhar tudo, inclusive a vida! 
Adilson a. da silva
http://adilsonconectado.blogspot.com/  

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário