Páginas

sábado, 8 de novembro de 2014

Poema: Ser ou não ser perfeito

Sábado; 08/11/14


Desculpa...
Eu não tenho culpa,
Por não ser tão atraente,
Bonito,
Bem afeiçoado e,
Bem quisto,
Aos olhos humanos;
Especialmente,
Femininos.
Um gato...
Conforme as gírias de hoje em dia;
Embora não se diga,
A sociedade é muito racista,
Tudo gira em torno da boa aparência,
Sem essa de que o que importa,
É o que estar por dentro.
Que o mais importante,
São os sentimentos e,
A inteligência;
Afinal,
Ninguém é zumbi,
Pra comer cérebro e...
Mentes. 
Dizem alguns,
Maledicentes.
Mulheres também não ajudam,
Não fazem nada para que se pensem diferentes,
Visam só os estereótipos:
Membros avantajados, 
Corpo malhado,
Rosto atraente,
Sorriso de comercial de pasta de dentes,
Homens perfeitos.
Mas acontece que não existem seres perfeitos;
Nem homens... Nem mulheres.  
As atitudes é bem verdade, às vezes,
Nem sempre são das melhores,
Mas, as intenções...
Vá lá que sejam.
De modo que,
Não procuro mulher(s) perfeita(s),
Mas, a que melhor tem haver,
Com esse meu jeito todo especial de ser!


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário