Páginas

sábado, 8 de agosto de 2015

Soneto: Dia dos pais - in memórian

Sábado: 08/08/15




Um super herói sem super poderes
Um homem simples, que amava a vida
Sem papas na língua, que dizia o que pensava
E não encobria erros de quem os cometia,

Inda que seja de membros da família
Mas que defendia com unhas e dentes os seus descendentes
Homem de coragem, valente, que não temia os percalços a sua frente
Honestidade e trabalho eram sem dúvidas os seus dois carros chefes

Não me deixa mentir quem o conheceu de perto
Errou, quando nos deixou indo morar com outra mulher
Mas os laços que nos uniam, eram maiores que as divergências

Todos os dias, quando nos víamos, era a mesma alegra
Até que partiu inesperadamente pra sempre
Deixando saudades em toda a sua família.







Reações:

0 comentários:

Postar um comentário